Carille pede calma ao Corinthians durante oscilação: “Tudo sob controle”

Após três derrotas em quatro jogos, técnico descarta desespero antes de partida contra o Racing

Depois de três derrotas do Corinthians nas últimas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro, o discurso do técnico Fábio Carille é bem claro: crise, desespero e relaxamento são palavras que passam longe do vocabulário alvinegro neste momento.

Às vésperas do jogo contra o Racing, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), em Itaquera, Carille pediu calma ao falar sobre o atual momento do Timão. O duelo é válido pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

– Está tudo sob controle, não podemos nos desesperar, tentar mudar sistema de jogo, não tem nem tempo de trabalhar. É mudar as características dos atletas dentro da ideia de jogo. Essa equipe tem de passar por algumas coisas para amadurecer e a hora é essa, depois de duas derrotas. Vamos fazer nosso melhor – assegurou o comandante.

Carille diz que não é hora de pensar em mudanças no Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians)

Carille diz que não é hora de pensar em mudanças no Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians)
Carille diz que não é hora de pensar em mudanças no Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians)

A preparação para o jogo contra o Racing foi na base da conversa. O desgaste físico da derrota por 2 a 0 para o Santos, no domingo, ainda pesa. A ideia foi preservar o elenco para um jogo de alta intensidade nesta quarta-feira.

– Eles sabem que são três derrotas em quatro jogos. Tenho um grupo ciente, não sou de muitas reuniões, que não levam a nada. É trabalhar, logo voltamos a fazer os gols e o Corinthians volta a vencer. É normal com três derrotas as críticas aparecerem, senão não seria Corinthians – minimizou Carille.

Para o duelo com o Racing, o Corinthians deve ter em campo a mesma formação do clássico. O jogo de volta das oitavas da Sul-Americana é no próximo dia 20, em Avellaneda.

Comente usando seu Facebook