Contra PL 28/2017, motoristas de aplicativos fazem carreata em Salvador

[Contra PL 28/2017, motoristas de aplicativos fazem carreata em Salvador]

Na manhã desta segunda-feira (30), motoristas de aplicativos fazem uma manifestação contra o Projeto de Lei (PL) 28/2017, que poderá ser votada nesta terça-feira (31), pelo Senado Federal. O protesto acontece nas cidades onde operam os serviços da Uber, 99 Pop e Cabify. Eles prometem deixar os aplicativos desligados entre às 6h e 11h desta segunda.

Em Salvador, eles se reuniram no antigo Aeroclube, e irão fazer uma carreata às 9h. O grupo seguirá pela Avenida Pinto de Aguiar, Avenida Paralela e Avenida ACM , promete encerrar o protesto em frente ao Shopping da Bahia.

“Nosso objetivo não é prejudicar o trânsito, mas, entendemos que, um evento como este, seguramente causará lentidão maior que o habitual. No entanto, assumimos o compromisso de sermos objetivos, de modo a terminar o evento entre 10h e 10h30”, diz trecho do comunicado enviado pela Associação dos Motoristas Profissionais de Aplicativos da Bahia.

Neste fim de semana o aplicativo Uber enviou um e-mail para seus clientes com o assunto “Diga não à lei do retrocesso”. No e-mail estão os cinco pontos que transformaram o PLC 28/2017 numa proibição aos aplicativos, ao contrário de uma “regulamentação dos serviços”.

O projeto de lei acaba com os aplicativos de mobilidade. Alguns senadores dizem que esse projeto é uma regulação. Entre as exigências estabelecidas no projeto estão:

– Exige que os veículos tenham placas vermelhas iguais às dos táxis
– Autoriza os municípios a proibirem os apps quando quiserem
– Faz com que os motoristas parceiros precisem de uma autorização específica, que pode ou não ser concedida
– Todos os motoristas precisam ter veículos próprios – não se pode dividir com seus familiares ou alugar carros
– Proíbe os veículos de circularem em cidades vizinhas, como em regiões metropolitanas..

Comente usando seu Facebook