Deputado ADOLFO MENEZES aparece como um dos maiores CLIENTES do “DATANILO”

Marcelo Nilo e Adolfo Menezes (Foto: Reprodução / Google)

Na manhã desta quarta feira (13/09/2017) foi deflagrada a Operação Opinião, da Polícia Federal, onde o ex-presidente da AL-BA Marcelo Nilo, é suspeito de controlar a empresa Bahia Pesquisa e Estatística LTDA (Babesp) conhecida também como “DataNilo”, que realiza pesquisas eleitorais, haveria evidências de que a companhia foi utilizada para receber recursos de Caixa 2.

O instituto que vem sendo alvo de criticas desde a eleições de 2014, quando a chapa do então candidato a governador  Paulo Souto fez diversas denuncias a respeito do instituto acusando de manipulação e de ser de propriedade de Marcelo Nilo,  formalmente, o sócio do “DataNilo” é um funcionário público, lotado na Secretaria da Fazenda, Roberto Matos, também alvo da Operação Opinião. Segundo ele, o Babesp funciona a cada dois anos quando acontecem eleições, durante três meses. Maior cliente do instituto, o deputado Marcelo Nilo (ainda no PDT) e então presidente da Assembleia Legislativa, desembolsou cerca de R$ 232 mil entre 2012 e 2014 no instituto.

Segundo o site Bocão news, além de Nilo o Deputado Estadual Adolfo Menezes (PSD) e o Deputado Federal Jutahy Jr. (PSDB) aparecem como os principais clientes do “DataNilo”.

No ano de 2016 segundo o registro no TSE, o instituto foi responsável por uma pesquisa eleitoral em nossa cidade, e foi contratada justamente pelo Grupo Politico do Deputado Adolfo Menezes. O resultado dessa pesquisa deu a então candidata e hoje prefeita Rose Menezes, irmão do Deputado Adolfo, uma frente nas urnas de 14 pontos (50,74% a 36,86) de diferença do candidato Elmo Nascimento, o que não se confirmou nas urnas já que o resultado foi apenas 4 pontos (49,15% a 44,95%).

 

Comente usando seu Facebook