Lideranças sinalizam que demora da chapa de José Ronaldo preocupa eleição proporcional

Ainda sem data para ser fechada, a chapa majoritária da oposição pode ser anunciada, segundo o pré-candidato ao governo José Ronaldo (DEM), “amanhã ou em 20 dias”. Sobre a falta de prazos, algumas lideranças de partidos da base do grupo sinalizaram ao Bahia Notícias que a demora preocupa e que a organização tardia da proporcional pode ter reflexos na majoritária. “Essa demora de ajustar a proporcional, dificulta a majoritária. Os partidos que não sentirem contentamento no seu pleito que fica na proporcional podem tomar caminhos que inviabilizaram a majoritária”, discursou um dirigente de um dos partidos ligados ao grupo do prefeito ACM Neto (DEM) sobre a falta de posição do ex-prefeito de Feira de Santana. “Podemos bater em retirada e atrapalhar o tempo de televisão da majoritária. Todo mundo de um certo modo está insatisfeito”, completou o dirigente. A fala nos bastidores é de que a definição do candidato que disputará o Palácio de Ondina – José Ronaldo – já saiu tardia e que a demora também no anúncio da majoritária cria condições para que o pré-candidato a reeleição Rui Costa (PT) possa sair na frente na disputa por votos. A sugestão para quem gravita pelo processo seria organizar tudo de baixo. “O caminho correto é ajustar a proporcional primeiro. Se não ajusta cá em baixo, podemos criar problemas na majoritária”, atacou o dirigente da base da oposição. Apesar do tom, a insatisfação com a articulação não é generalizada no grupo. Um integrante de uma sigla ainda mais próxima ao prefeito ACM Neto (DEM) minimizou a questão ao falar que “na política tudo tem seu tempo certo” e que não devem existir prazos para a formação da chapa. “Sabemos que uma majoritária forte pode viabilizar a proporcional. Os candidatos saem do lado do seu grupo. Mas, neste momento, estamos discutindo a melhor forma para disputar a eleição. Meu partido discute a melhor chapa possível”, discursou o parlamentar. “As pessoas tem uma agonia muito forte de fechar logo a chapa, para saber quem é o vice e os senadores, mas na política tudo tem seu tempo certo. A gente vai procurar quem é que fortalece mais a chapa. A formação da majoritária não está fora do prazo”, completou o político cujo sigla disputa uma das vagas ao lado de José Ronaldo e Jutahy Magalhães (PSDB), indicado como um dos senadores a aparecer nas urnas pela oposição em outubro. A oposição ainda precisa definir quem será o vice, o segundo nome para o Senado e para quem vão as suplências. O prazo máximo para a tomada de decisão é no dia 5 de agosto, período em que se encerram as convenções partidárias. Disputam as vagas ao senado, o parlamentar Irmão Lázaro (PSC) e a vereadora Ireuda Silva, do PRB.

Comente usando seu Facebook